Home Literatura Livros Musica Artes Plasticas Dança Teatro Ópera
Cinema Fotografia Saúde Integral Cultura Espiritualidade Aparições Revelações Contato

 

Qual deve ser a nossa resposta
 aos terríveis escândalos na Igreja?

__________________

Sobre a pedofilia na Igreja Católica

__________________

O Crucifixo do Haiti
que ficou intacto
__________________

Santa Margarida Maria e o carnaval
__________________
Aparições da Virgem em Medjugorje
ganha importante aliado

__________________

Vós sois o sal da Terra a luz do mundo

__________________

É possível batizar as crianças abortadas
E você pode fazer isso

__________________

A importância da Missa e da Eucaristia

__________________

5º Domingo da Quaresma – 09.03.2008

__________________

Páscoa é
Passagem para a Vida

__________________

Não Matarás

Dom Benedicto de Ulhôa Vieira

__________________

Voltar

 

 

 


Aparições da Virgem em Medjugorje
 ganha importante aliado

 

Traduzido por José Aguiar
Revisado por ALV
Publicado no site
http://www.medjugorjebrasil.com/?cat=artigos&id=568

 

      Depois de longos anos de confusão, de debates virulentos especialmente entre os que se opõem aqueles eventos e períodos de perplexidade, o Vaticano estava em vias de emitir diretrizes sobre o famoso local das aparições de Medjugorje que o cardeal de Sarajevo imaginava não seriam favoráveis. O Papa Bento, segundo diziam poria um fim à questão e talvez mesmo a repudiasse. Isto era a esperança dos detratores que por anos encabeçaram campanhas via e-mails contra Medjugorje. Assim houve consternação se não um choque na última semana de 2009 quando um grande cardeal Christoph Maria Michael Hugo Damian Peter Adalbert von Schönborn de Viena, conhecido simplesmente como cardeal Schönborn  não apenas visitou Medjugorje, mas celebrou uma missa na igreja de São Tiago com peregrinos , caminhou livremente pela aldeia – no mínimo uma vez com um vidente que o acompanhou até a Colina das Aparições – e emitiu o que poderia somente ser interpretado como declarações positivas sobre as aparições.
“Quem poderia fazer estas coisas?” Ele perguntou logo que chegou. “Quem poderia inventar esta coisa? Homem? Não, isto não é uma ação humana.” Além disso, o cardeal também chamou Medjugorje de uma “superpotência” da misericórdia de Deus. E em conversa com o departamento da imprensa da arquidiocese de Viena Christoph Schönborn advogou uma “integração do ‘fenômeno Medjugorje’ ao trabalho pastoral normal de Igreja”, conforme reportou uma estação de rádio austríaca. “O arcebispo de Viena fez uma visita privada ao local de peregrinação mariana pelo Natal. Ele quis ver o lugar de onde ‘muitos frutos positivos’ vieram”.
Este fato, no entanto não significa que a Igreja tenha aprovado oficialmente o local: o cardeal não é o prefeito da Congregação que um dia pode tomar esta decisão. Mas ele é um aliado próximo do Papa e um membro daquela Congregação. Além disso, o cardeal Schönborn foi o diretor da equipe que escreveu o catecismo – obviamente um especialista nos ensinamentos da Igreja.
Alguns tentaram distorcer o evento, mas isto tornou-se difícil. Houve uma imediata consternação na imprensa católica dos EUA. Medjugorje, disse o cardeal, não foi condenado pela Igreja; um comitê dos bispos da Iugoslávia em 1991 a declarou non constat de supernaturalitatae, significando que até agora, a sobrenaturalidade dos eventos não fora confirmada. A verdade é que ninguém sabe qual será a decisão final. O que importa é que ao invés de ser uma rejeição, disse o eminente cardeal, há uma abertura à possibilidade de ser realmente um evento sobrenatural. O cardeal disse que peregrinos e sacerdotes tem permissão de irem desde que as peregrinações não sejam eventos oficiais da paróquia – fato, aliás, já anunciado há muito tempo atrás por Roma.
Isto foi um choque para os que há muito argumentavam que o bispo local – que desaprova – é o único a ter autoridade e que peregrinações são proibidas.Este fato foi um esplêndido esclarecimento, como foi sua declaração a um entrevistador do Vecernji List, um jornal diário da Croácia, Bósnia e Herzegovina, que “quando vejo os frutos de Medjugorje  somente posso dizer que a árvore é seguramente boa”.O cardeal mencionou os frutos de incontáveis vocações e conversões produzidas por Medjugorje, junto com curas.
As declarações foram ponderadas sendo como é o cardeal Schönborn conhecido como um amigo íntimo e colega do Papa Bento XVI. “O cardeal Schönborn é uma voz proeminente num grande variedade de discussões contemporâneas e (embora ele evita esta caracterização) é considerado por muitos como ‘papável’, isto é, como um prelado com uma chance significativa de algum dia ser eleito papa”. E mesmo um blog católico de notícias contrário às aparições reconheceu que o cardeal Schönborn “tem inquestionável influência no Vaticano: ele é um antigo estudante e um aliado próximo do Papa Bento, que encabeçou o comitê editorial que preparou o Catecismo da Igreja Católica".
Além da Doutrina da Fé, o cardeal Schönborn tem “associação curial” nas congregações para as Igrejas Orientais e Educação Católica: é membro do Conselho Pontifício para a Cultura, a comissão para a Herança Cultural da Igreja, e ainda do Conselho especial para a Europa do Secretariado Geral do Sínodo dos Bispos. O cardeal é também o ordinário para os fiéis do Rito Bizantino na Áustria.
Segundo uma biografia sua feita em colaboração com os arcebispos de Paris, Bruxelas, Lisboa, e Budapeste, “o cardeal Schönborn está profundamente envolvido com a re-evangelização da Europa. Ele é ativo em fornecer cooperação entre novos movimentos (tais como a Renovação Carismática) e a estrutura hierárquica da Igreja, sendo é reconhecido pela sua sensibilidade às espiritualidades Ortodoxas e cristãs orientais. Dentro da Áustria e Europa, o cardeal Schönborn tem liderado o caminho para reconciliação de cristãos e judeus”. Esta estatura deu às suas palavras ainda mais força – e elas foram surpreendentes. Mas há também um tom de cautela.
“A suprema autoridade na Igreja é a Santa Sé, o Santo Padre e sua Congregação para a Doutrina da Fé, e isto é a mais alta autoridade em todas as questões de fé e moralidade, declarou Schönborn – repudiando a noção que o bispo local tem a última palavra sobre Medjugorje. Não haverá uma decisão, ele adicionou, até que os fenômenos cessem – uma dramática confirmação daquilo que os seguidores têm arguido – acertadamente, como se vê – por mais de duas décadas. “Em Lourdes e em Fátima, a Igreja emitiu sua decisão final sobre eles quando os eventos cessaram. Mais cedo ou mais tarde, isto acontecerá aqui também, mas até lá, deixamos a Mãe de Deus com a liberdade de escolha.”
Schonborn compara
 Medjugorje à Lourdes e Fátima

l

     Como em outras oportunidades o cardeal comparou Medjugorje com Lourdes e Fátima. “Há três elementos que estão conectados com este fenômeno. Quase sempre Nossa Senhora aparece às crianças. Estas não eram crianças especialmente inteligentes nem santas, mas normais. Bernadette não sabia escrever. Ela tinha 14 anos, quase como as crianças aqui. Segundo, Maria dá as mensagens através das crianças. Isto é insultante para um bispo. Por que Nossa Senhora não vem à casa do bispo? Por que ELA vem à colina cheia de pedras ou pelo rio? Isto não é prático. Em Fátima, ELA apareceu nos arbustos. ELA dá as mensagens através das crianças porque as crianças não são complicadas. O terceiro elemento: parece que Nossa Senhora tem Seu próprio programa. Em Fátima, ELA apareceu antes da Revolução Russa e ELA deu uma mensagem. Quando o racionalismo estava no mais alto nível, ELA apareceu em Lourdes. ELA apareceu na Iugoslávia no momento quando não tínhamos idéia que a Iugoslávia se esfacelaria numa época em que católicos ortodoxos e muçulmanos estavam vivendo juntos. ELA aparece com o nome de Rainha da Paz. Penso que os teólogos têm que estudar a sintaxe das aparições de Maria e neste contexto estudar os fenômenos de Medjugorje. Estou fascinado com a coerência de Medjugorje com outros santuários marianos e efeitos da aparição”, continuou o eminente clérigo. “Sempre digo que há uma gramática das aparições da Maria. Este estilo tem algo especial com Nossa Senhora".
Na sua homilia de Ano Novo em Medjugorje – concelebrada com padres franciscanos que apoiam as aparições – o cardeal adicionou: “nestes dias, viemos todos à Medjugorje para estarmos especialmente próximo à Mãe do Senhor. Para ser mais exato, temos que dizer que viemos aqui porque sabemos que a Mãe do Senhor quer estar próxima de nós. Não podemos negar que peregrinos têm vindo aqui nestes últimos vinte anos, como não podemos negar o que eles experimentaram em Medjugorje e quão próximos eles se sentiram da Mãe Bendita. Esta é minha primeira visita, desde que me tornei bispo em 1991. Eu simplesmente notei os frutos de Medjugorje”.
Será difícil colocar um viés negativo nestas palavras. Ainda, é provável que a controvérsia, considerando o que todos já notaram: as tendências liberais do cardeal, incluindo sobre o que tem sido permitido na arquidiocese de Viena e alguns relatórios afirmando que ele tende a permitir padres casados. Entrementes, embora a paróquia de Medjugorje não tenha sofrido uma crise de abuso – a despeito de dúzias de franciscanos que lá serviram – dois escândalos sacerdotais foram citados como tão negativos, como o materialismo.
E o Vaticano – que tem a palavra final – ainda não julgou; ninguém está certo de como Bento se sente. Há relatórios críveis que como cardeal – e prefeito da mesma congregação – O Papa visitou duas vezes Medjugorje incógnito. Ao mesmo tempo, parece improvável que um amigo íntimo do pontífice viajaria lá sem uma aprovação tácita. Foi mesmo, talvez, a declaração ou a diretriz que muitos estavam esperando? “Não há reconhecimento oficial ainda, mas nesta formulação está também dito que a sobrenaturalidade não está excluída. “A Igreja disse claramente que não está excluída. Não está confirmada, mas não está excluída".
Mas o cardeal Schönborn não fez segredo de sua própria crença, e foi longe ao liderar uma louvação do Gospa Mojka Moja – escrito por um peregrino e a canção tema virtual de Medjugorje. “Suas primeiras palavras quando ele chegou ao pódio foram ‘Hvaljen Isus i Marija, ’ uma frase croata que significa ‘Louvado seja Jesus e Maria’, notou um blog. “Esta é uma saudação comum entre os videntes e aldeões de Medjugorje. O cardeal a repetiu várias vezes e pediu  à multidão que repetisse com ele”.
Êxtase de Mirjana  em 2 de fevereiro 2010
http://www.medjugorjebrasil.com/?cat=artigos&id=570

   Ele continuou a dizer: “Quando vocês procuram um lugar como Medjugorje, vocês podem ver uma super força de misericórdia. Muitas obras de misericórdia nasceram aqui ou foram suportadas aqui”. E concluindo uma palestra em Medjugorje, o cardeal Schönborn disse ainda: “Eu acredito que muitas experiências na Igreja demonstram algo que é impossível do ponto de vista humano”. O Papa João Paulo II era também conhecido por ver as aparições positivamente.
A visita do cardeal levantou imediatamente um protesto do bispo Peric, que ainda reivindica a autoridade sobre a situação, mesmo que ele tenha sido direcionado pelo Vaticano a não comentar as aparições. Registrou que estava “surpreso” com a visita: “Como bispo diocesano, com esta declaração, quero informar aos fiéis que a visita do cardeal Christoph Schönborn não implica qualquer reconhecimento da autenticidade das ‘aparições’ relacionadas à Medjugorje. Eu lamento que o cardeal, com sua visita, apresentação, e declarações, tenha trazido algo novo ao presente sofrimento da igreja local que não contribui para a paz e unidade necessárias”.
Embora não mais a cargo do discernimento nem das apelações místicas, o bispo retém a autoridade sobre as práticas sacramentais em Medjugorje (como em qualquer outra paróquia) e deveria ser respeitado neste papel. Ele tem usado este poder do [outro bispo] falecido para restringir as atividades de peregrinos e videntes. E a despeito da ponderosa censura ao bispo Bishop Peric – e a clarificação de várias questões cruciais – os debates não são provavelmente para terminar até que uma declaração oficial da Igreja de um ou outro modo. Quando vier, aderiremos estritamente a ela.
Para terminar o cardeal Schönborn disse: “Eu aconselharia paciência. A Mãe de Deus é tão paciente conosco que por quase 29 anos aqui, de um modo bem direto, ELA está nos mostrando Sua proximidade e cuidado pela paróquia de Medjugorje e numerosos peregrinos. Podemos pacificamente esperar e ter paciência! Vinte e nove anos é um longo período de tempo para nós, mas não muito longo para o nosso Deus!”
Traduzido por José Aguiar
Fonte: http://www.spiritdaily.com/medjcardinal.htm
Para saber mais sobre esta visita
http://queridosfilhos.org.br/cardealschonborn.html
Para saber mais sobre Medjugorje
Vídeo que apresenta a síntese do que aconteceu em Medjugorje, segundo a reconstrução feita pelo programa "Vite straordinarie" transmitido pelo Canal 5 italiano em 15/12/2005. De um modo especial o programa aponta para Medugorje como o sinal profético para a humanidade.
http://gloria.tv/?media=49473

Vídeo de uma entrevista de Pe. Slavko e Marija, sobre o fenômeno Medjugorje onde se aborda o verdadeiro significado dos sinais de Medjugorje, os segredos e principalmente sobre a paz do coração. Editado em lingua italiana no ano de 1986, apresentado ao público pelo Canal 5, no programa" Frontire dello Spirito". Se desejar assistir, clique no link abaixo:
http://gloria.tv/?media=49419
Neste link há uma entrevista de Pe. Slavko, na qual ele explica um pouco sobre a experiência dos videntes e a mensagem de Nossa Senhora
http://pt.gloria.tv/?media=49523
Para saber mais sobre a espiritualidade de Medjugorje visite este site
http://www.mosteiroreginapacis.org.br

 

 

 

 

 

 

 

 

Jornalista Ana Lucia Vasconcelos

Web designer-Edson Souza